Sexta-feira, 6 de Abril de 2007

Um Caso de Paixão

“Um Caso de Paixão”

Hoje sentada aqui

Não sei bem o que fazer…

Sinto necessidade de escrever

Necessidade de escrever sobre ti.

 

Tu…quem me faz sorrir

Tu…quem me faz chorar

Tu…que sabes colorir

Os espaços que em mim ainda faltam pintar.

 

A empatia sentida

A vontade de dar um beijo na tua face perdida

O carinho gerado

A vontade de te dar um abraço apertado.

 

Quando um simples sorriso

Se forma na tua face

Nada mais importa, nada mais é preciso

Seria bom que esse momento eternamente durasse.

 

Queria, por momentos

Entrar no teu mundo

Procurar-te no fundo

Despertar-te sentimentos.

 

Queria arrancar-te da solidão

Abrir-te a porta para o mundo que te abraça

Mostrar-te a vida e toda a sua agitação

Onde a tristeza se cobra e a alegria é de graça.

 

Queria que esse olhar perdido

Encontrasse o meu

Que me deixasses encontrar o que é proibido

Esse segredo que é só teu.

 

Já sinto…saudade

Esta é a palavra certa.

Saudade de tempos que ainda não vieram

Saudade de tempos que não vão chegar.

 

E sobre ti senti vontade de escrever

Fizeste-me despertar emoções

Pensamentos, sentimentos

Ajudaste-me a crescer.

Patrícia Santos 

19/03/07

Este poema é dedicado a um menino muito especial, que conquistou o meu coração num abrir e fechar de olhos. Um beijo enorme, cheio de carinho e amizade, para ele.

sinto-me: Melancólica
música: Keane - The Humburg Song
publicado por a_beautiful_smile_has_a_troubled_soul às 23:48
link | comentar | ver comentários (22) | favorito

A Maldade Humana

A Maldade Humana

 

Não há no mundo Ser mais ruim

Que o Ser Humano

Inicia guerras sem fim

Obedece aquele que é Tirano.

 

É senhor do universo

Tem nas suas mãos o mundo

Mas bem lá no fundo

Sua alma é mais pequena que este verso.

 

Tem o poder de construir

E fá-lo à custa do semelhante

Maior é a sua capacidade de destruir

E age como se não fosse um Ser errante.

 

Ser materialista

Ser vingativo

Tudo é conquista

Tudo é motivo.

 

Define a Luxúria como habitação.

Como prato principal elege a Ambição 

E o pecado da Avareza

É a sua escolha para a sobremesa.

 

Provoca a guerra terminando com a paz

E sem pensar nas consequências

Fá-lo de um modo voraz

Sem medo de represálias e não ouvindo advertências.

 

É triste observar

É triste presenciar

Esta coisa que é mundana…

A maldade humana.

Patrícia Santos

24/03/07

 

sinto-me: Ainda mais cansada
música: Enya - Adiemus
publicado por a_beautiful_smile_has_a_troubled_soul às 03:13
link | comentar | ver comentários (8) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 26 seguidores

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Caminho de uma Vida

. Eu só queria...

. Um Brinde à Primavera!

. O Mundo nas Nossas Mãos!

. Sonho ou Realidade?

. Escrever...

. Vontade Incessante de Pen...

. Observar, Escutar...não é...

. Arrábida, minha Serra!

. Sorrisos

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O Poder da Memória

. Momento Inesquecível

. Mãos Dadas

. Um Caso de Paixão

. O amor na areia

.links

.pesquisar

blogs SAPO

.subscrever feeds